“O morto Leonel Brizola dança e delira conosco”

Foto: Ricardo Chaves (1974)

O chão que pisamos não é mais nosso. Tudo privatizado, tudo no prego. O povo cada vez mais pobre enquanto as multinacionais vão enricando. A Fiesp granfina come na mão dos estrangeiros. O judiciário também. Em 1964 o Exército brasileiro foi o exército da ocupação estrangeira. Leonel de Moura Brizola sempre esteve na luta contra a entrega do Brasil. Sua luta foi antimperialista e nacionalista. No dia em que se celebra os 100 anos deste extraordinário político nacional, este é o tema do comentário de Gilberto Felisberto Vasconcellos, veiculado no programa Campo de Peixe, da Rádio Campeche,  conduzido pela jornalista Elaine Tavares.  (22.01.22)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *